quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Após proibição da Justiça, operadoras continuam estabelecendo prazo de validade para créditos pré-pagos

Foto: Diário do Nordeste
Proteste considera justa a decisão de proibir a data limite. Foto: Diário do Nordeste
Claro, OiVivo e Tim continuam estabelecendo prazo de validade para créditos pré-pagos, após uma semana da decisão da Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) de manter a proibição dessa data limite. Em agosto, o Tribunal já havia atendido a um pedido de proibição feito pelo Ministério Público. Com relação à nova decisão, do último dia 16, cabe recurso, mas determinou-se cumprimento imediato.
A continuidade da estipulação do prazo foi constatada após a Redação Web da Rádio Verdes realizar testes de consulta dos créditos em celulares com serviços das quatro empresas.
A Redação buscou posicionamento das operadoras. A Tim, por meio da assessoria de imprensa, informou que cumpre o Regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que permite a estipulação de prazo de validade para créditos de linhas pré-pagas. A empresa ressalta que o processo está em trâmite no TRF da 1ª Região e que estão sendo adotadas as medidas judiciais cabíveis para o regulamento atual da Anatel seja confirmado.
Já as assessorias da Oi, Vivo e Claro limitaram-se a dizer que o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) é quem está respondendo pelas operadoras do Brasil sobre a proibição da Justiça. A única posição dada pelo Sindicato,por meio da assessoria de imprensa, foi a de que “as empresas estão avaliando as medidas cabíveis”.
Proteste diz que decisão é justa
A coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Maria Inês Dolci, classifica a decisão como justa para os clientes. “Nós entendemos que o consumidor tem que utilizar pelo que ele paga e não ter prazo de validade para isso”, defende.
Maria Inês ressalta, no entanto, que a Justiça deve expedir uma notificação com prazo para que as empresas se adequem à determinação e só então o consumidor poderá reclamar nos órgãos de defesa do consumidor, caso as operadoras continuem estabelecendo o prazo de validade. ” O consumidor deve estar atento para quando a notificação for feita. No caso de descumprimento, as empresas vão ser punidas e o credito retirado será ressarcido”
Fonte: Verdinha

Um comentário:

LAZARO DA SILVA CARDOSO disse...

CONVITE A BLOGUEIROS DE NOTÍCIAS

Estou convidando todos os blogueiros para conhece uma rede de notícias onde estou unificando todos

os blogs de notícias do país onde em pouco tempo será possível acompanhar notícias de todo o país em

tempo real.

REDE BRASIL AO VIVO Clique no link para conhecer http://bit.ly/15A9BRQ

Tamos divulgando seu blog em nosso cistema nacional, caso queira retribuir coloque o nossos banner

de divulgação em seu blog que se encontra no site com o códio abaixo. http://bit.ly/15A9BRQ


Também sugiro que Conheça o gadget do BRASIL AO VIVO http://bit.ly/GXumOP

Contato: portallasic@gmail.com

Atenciosamente
Lazaro Cardoso