domingo, 22 de setembro de 2013

Cid recomenda PROS aos seus aliados


O governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou, nesta quinta-feira, 19, estar em diálogo com dirigentes do partido em formação PROS, após receber de aliados a sinalização de que desejam mudar de partido sem que haja complicações judiciais. Cid reafirmou que não cogita sair do PSB, mas defendeu que o PROS é, dos partidos em formação, o que está mais adiantando e tem posição política mais parecida com a do governador.

“Eu fui procurado por algumas pessoas, no meu estado, alguns deputados e parlamentares, que estão desconfortáveis no partido em que se encontram e desejam mudar. Para que possam mudar sem o risco de ter recurso, ter perda de mandato, o que a legislação recomenda é que vá para um partido novo. A gente precisa ver se esses partidos vão ser formados” — disse Cid, ressaltando que os parlamentares descontentes não fazem parte do PSB.

O governador ressaltou ainda a posição que os novos partidos devem assumir: o PROS será um partido pró-Dilma, o Solidariedade será pró-Aécio e o Sustentabilidade, pró-Marina.

Há cerca de duas semanas, Cid e o presidente da Assembleia Legislativa, José Albuquerque (PSB), estiveram reunidos com o ex-vereador de Fortaleza João Batista, representante do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) – sigla que poderá ser formalizada na próxima semana. Batista disse que os dois conversaram sobre uma possível migração de membros do PSB à legenda. O prazo para essa decisão se encerra em 5 de outubro.

Nenhum comentário: