segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Joaquim Barbosa descarta candidatura política


Em um longo perfil publicado neste sábado, 24, pelo jornal norte-americano The New York Times, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, é retratado como alguém direto, sem tato, mas que não tem medo de enfrentar o status quo brasileiro.

Segundo o perfil, as ações recentes de Barbosa envolvendo o julgamento do mensalão, além de outros casos que passaram pelo tribunal, tornaram o ministro do Supremo objeto de fascínio popular. Ainda assim, em entrevista concedida ao correspondente da publicação no Brasil, Simon Romero, Barbosa afirmou que seu temperamento não é o mais adequado para o jogo político.

"Eu tenho um temperamento que não se adapta bem à política. Isso porque eu falo o que eu penso", disse Barbosa, personagem do "Saturday Profile" ("perfil de sábado") do NYT. "Não sou candidato a nada."

O jornal fez também uma ligação entre o trabalho do tribunal e a onda de protestos que tomou o País. Barbosa explicou que discorda da violência de alguns manifestantes, mas disse acreditar que os movimentos de rua são "um sinal de exuberância da democracia."

"As pessoas não querem ficar passivas e observar esses arranjos da elite, o que sempre foi a tradição brasileira", disse ele.

Fonte: O Povo

Nenhum comentário: