segunda-feira, 22 de julho de 2013

PAPA FRANCISCO CHEGA AO BRASIL EM MEIO AO DECLÍNIO DO CATOLICISMO


O número de pessoas maiores de 16 anos que se declaram católicos no Brasil caiu de 64%, em 2007, para 57%, o número mais baixo já registrado na história do País, segundo uma pesquisa divulgada neste domingo pelo Instituto Datafolha, na véspera da chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro para participar da Jornada Mundial da Juventude.

Em 2007, a pesquisa foi feita antes da visita do papa Bento XVI ao Estado de São Paulo. Em 1994, os autodeclarados católicos eram 75%. Depois dos católicos, declararam-se evangélicos de igrejas pentecostais 19% dos entrevistados, seguidos pelos evangélicos não pentecostais (9%). Ambos superam em quase três vezes em termos de frequência de cultos os seguidores do catolicismo.

A maioria dos evangélicos (63% dos pentecostais e 51% dos não pentecostais) diz frequentar cultos mais de uma vez por semana, contra 17% dos católicos. Dos membros da Igreja Católica,
28% afirmam participar de cerimônias uma vez por semana, enquanto 21% fazem isto uma vez por mês.

De acordo com a pesquisa, 34% dos católicos declarou ter o hábito de contribuir financeiramente para igreja. No grupo de evangélicos, 52% dos pentecostais disse contribuir regularmente e 49% dos não pentecostais respondeu fazer o mesmo.

O Instituto Datafolha consultou entre 6 e 7 de junho 3.758 pessoas, em 180 municípios de todas as zonas do país, em uma pesquisa com uma margem de erro de dois pontos percentuais.

Fonte: Terra Brasil

Nenhum comentário: