terça-feira, 23 de julho de 2013

CIRO DEFENDE REFORMA MINISTERIAL PARA DAR FIM A UM CENÁRIO DE "PUTARIA"


O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) defendeu, nesta terça-feira, que a presidente Dilma Rousseff faça uma ampla reforma ministerial para se livrar de uma “equipe de quinta categoria”. Para ele, do total de 39 ministérios, dá para que se faça uma redução para 15 pastas. Ciro observou que essa medida é necessária até como forma de fazer com que a presidente possa trabalhar melhor. Em razão de tantos ministérios, segundo o ex-ministro, Dilma acaba priorizando uma agenda de encontros e não deixando de despachar com setores estratégicos como Fazenda, Planejamento e outros, no que os demais ministros “acabam vendo a presidente pela televisão”.
Ciro foi mais agudo: “Dilma é decente e trabalhadora, mas está cercada de gente de quinta categoria pilotando e sentada na putaria (desculpe a má palavra!).” Referiu-se, no caso, ao cenário político no qual está mergulhado o Governo Dilma, tendo que conviver com aliados do tipo Renan Calheiros (PMDB/AL), o presidente do Senado que, conforme o ex-ministro, chegou a ser “escorraçado” no passado por corrupção e agora voltou à cena politica.
Essas declarações de Ciro foram dadas nesta terça-feira, durante entrevista dele ao Programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares. Na ocasião, o ex-ministro chegou a admitir que ainda sonha com a Presidência da República: “Admito, mas brigar, não brigo mais não!”  No PSB, o presidente nacional da legenda, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, trabalha para ser candidato. Ciro vem cobrando dele um projeto.
Sobre candidaturas a presidente da República como a de Marina Silva, que vem procurando construindo um novo partido – Rede da Sustentabilidade, Ciro elogiou,mas disse que ela nunca foi testada como administradora. “Marina não diz nada. Nunca foi testada. É um santinha!”
Ciro disse não acreditar na volta da inflação, observando que fenômenos recentes como o aumento do preço do tomate chegaram a ganhar destaque na grande imprensa quando, agora, tempos depois, esse mesmo tomate caiu o preço em 25% e não se viu destaque para esse fato. 

(Via Blog do Eliomar de Lima)

Nenhum comentário: