terça-feira, 18 de junho de 2013

ESTUDO DO IBGE ACIRRA DISPUTA ENTRE CEARÁ E PIAUÍ POR FAIXA DE TERRA



Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre os limites da fronteira entre o Ceará e o Piauí acirrou a disputa entre os estados por território, informa o jornal Folha de São Paulo deste sábado (15). Feito numa área entre os municípios de Pedro 2º (PI) e Poranga (CE), apontou que 75% dos domicílios do local estão no Ceará.

O governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), contesta o resultado e afirma que o IBGE nem chegou a ir ao local para fazer a demarcação. Para o governo piauiense, o Supremo Tribunal Federal (STF) é quem deve decidir a quem pertence a área de quase 3.000 km² em disputa. Já o governo cearense defende que o estudo do IBGE sirva de base para definir a situação.

A confusão começou em 1880, quando o Ceará cedeu uma parte de seu litoral para que o estado vizinho tivesse acesso ao mar, recebendo em troca, terras do Piauí. Em 2009, a Assembleia Legislativa do Ceará rejeitou um acordo.

Em 2011, o governo do Piauí entrou com uma ação no STF. A Advocacia Geral da União (AGU) tentou intermediar uma solução, mas o Piauí deverá comunicar, no próximo dia 20, que não fará acordo, segundo a Folha.

A indefinição prejudica os moradores da região, já que os próprios governos não sabem quem deve prestar serviços nos municípios que ficam na chamada “Faixa de Gaza do Nordeste”.

Com informações da Folha de SP

Nenhum comentário: