quinta-feira, 27 de junho de 2013

Brasil é campeão em estresse no trabalho


Uma pesquisa feita pela empresa de recrutamento Robert Half revelou que os brasileiros são os profissionais mais estressados do mundo. Mais de 40% dos trabalhadores sofrem frequentemente de estresse e ansiedade em seu emprego, enquanto a média mundial ficou em 11%.

O estudo entrevistou 1.775 diretores de Recursos Humanos de 12 países, sendo 100 do Brasil. Se contabilizar os diretores de RH que trabalham com profissionais que sofrem estresse e ansiedade às vezes, o índice brasileiro sobe para 94%. Apenas 2% não se sentem estressados e 4% sente os sintomas poucas vezes.

O Chile aparece em segundo lugar, com 33% dos entrevistados que afirmaram trabalhar com funcionários estressados. Já na outra ponta da lista, está a França, onde apenas 2% dos diretores de RH disseram trabalhar com profissionais muito estressados.
Profissionais mais estressados
Países                                                   Profissionais estressados
Brasil                                                            42%
Chile                                                             33%
Austrália                                                       20%
Itália                                                              16%
Cingapura                                                    13%
Hong Kong                                                   12% 
Emirados Árabes Unidos                             9%
Reino Unido                                                    8%
Bélgica                                                            5% 
Alemanha                                                        4% 
Holanda                                                           3% 
França                                                             2% 

Causas do estresse
Quando questionados sobre os fatores que contribuem para o estresse e ansiedade dos colaboradores, o excesso de carga de trabalho foi a causa mais apontada pelos diretores brasileiros (52%), seguido pela falta de reconhecimento (44%) e pressões econômicas (38%).

Já em relação às iniciativas que podem ser implantadas pelas companhias para driblar esse problema nos funcionários, 60% responderam que apostam no trabalho em equipe e 51% acreditam na reestruturação das funções de trabalho e tarefas.



Fonte: Yahoo

Nenhum comentário: