sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Prefeitos querem compensação de 6,2% no FPM


No Ceará, a perda de 6,2% é maior que a média nacional, de 5,8%. Dia de Defesa dos Municípios será realizado em Sobral



Fortaleza. Relatório apresentado pela Associação dos Municípios e Prefeitos do Estado (Aprece) mostra que a perda nos repasses do FPM no Ceará nos dez primeiros meses do ano foi de 6,2% em relação ao mesmo período de 2008. O número é maior que o registrado na média nacional, que foi de 5,8%.

Os prefeitos brasileiros não querem pagar sozinhos a conta pelos problemas no repasse de recursos e na consequente deficiência na promoção de políticas públicas. Para demonstrar a insatisfação do municipalismo e mostrar à sociedade o impacto das discrepâncias provocadas pela divisão da arrecadação entre os entes federativos, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) promove, hoje, em todo o País, o Dia Nacional em Defesa dos Municípios.

A iniciativa busca mobilizar e refletir sobre a atual situação dos municípios, principalmente em virtude dos problemas ocasionados pela queda das receitas em 2009 e pelo desequilíbrio no financiamento das políticas públicas. No Ceará, além das manifestações organizadas pelas prefeituras de cada cidade, haverá um encontro na cidade de Sobral, às 9 horas, no Centro de Convenções Inácio Gomes Parente. Como a Assembleia Itinerante estará neste município, hoje, o movimento municipalista cearense quer expor aos deputados a situação enfrentada pelos prefeitos.

Principais prejuízos

O anúncio foi feito durante entrevista coletiva promovida ontem pela manhã na sede da Aprece, em Fortaleza. Na ocasião, a presidente da entidade, Eliene Brasileiro, juntamente com alguns dos prefeitos cearenses, apresentou um levantamento sobre os principais prejuízos que as prefeituras tiveram por conta das deficiências no repasse de verbas.

De acordo com Eliene Brasileiro, a meta é pressionar as demais esferas de poder e o Congresso Nacional para que adotem as medidas necessárias ao correto financiamento das políticas públicas, aumentando a participação dos municípios.

Com a diminuição de repasses e o corte de impostos promovidos este ano para minimizar as consequências da crise econômica internacional, os municípios passaram a ter nos últimos 10 meses perdas nos repasses feitos pelos governos Federal e do Estado, com médias entre 9% e 12% em relação ao que foi repassado no mesmo período de 2008. Nem mesmo o repasse de R$ 1 bilhão liberado recentemente pela União para complementar o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi suficiente para compensar as perdas sofridas até o momento.

"É preciso considerar que, mesmo se houver a total complementação, as despesas este ano foram maiores por conta da inflação e do aumento no salário mínimo. De qualquer maneira, os prefeitos são penalizados", explica Brasileiro.

O QUE ELES PENSAM

Gestores apertam o cinto e enxugam administração

Toda essa movimentação dos municípios para o mobilização é importante, porque se não agirmos vai parecer para a sociedade que o problema é da gestão. Os prefeitos devem se reunir para buscar seus direitos e os outros entes, União e Estados, precisam se sensibilizar com a situação, que é mais dramática em regiões como o Nordeste. Em nosso município, tentamos administrar os recursos da melhor forma possível pois tivemos uma perda de 9% nos repasses em relação a 2008. Pode parecer pouco, mas é um dinheiro que faz muita falta numa cidade pequena e com tantas demandas como é a nossa Miraíma.
Roberto Ivens U. Sales
Prefeito de Miraíma

As prefeituras estão em uma situação difícil, com recursos minimizados. Esta é uma situação de todos. Deixamos de receber este ano R$ 6 milhões, enquanto o projeto de lei que liberou recursos a mais para os municípios só destinou R$ 390 mil para Canindé, isso não compensa. No próximo dia 30, vamos demitir 600 servidores da Prefeitura Municipal, entre contratados e cargos comissionados, para enxugar a máquina administrativa e poder cumprir com os nossos compromissos. Isso vai representar uma economia de R$ 500 mil por mês, mas por outro lado prejudica o funcionamento dos serviços.
Cláudio Pessoa
Prefeito de Canindé

A crise econômica ainda não acabou para os municípios. O problema é que fazemos um planejamento contando com um determinado montante de recursos, e quando vem menos do que o esperado não conseguimos cumprir os compromissos firmados com funcionários e fornecedores. Há municípios da região do Maciço de Baturité que estão em risco de ultrapassar o limite de 54% dos gastos com funcionalismo. Em Aracoiaba, onde sou prefeita, já fomos advertidos pelo Tribunal de Contas da União. Mas não é porque aumentou o número de servidores, mas porque o repasse diminuiu e não podemos deixar de atender.
Marilene Campelo
Presidente da Amab

Mais informações
Aprece
Avenida Oliveira Paiva, 2126
(85) 4006.4000
www.aprece.org.br

SEM AUTONOMIA

Pacto federativo é desigual

Fortaleza. Num gráfico que mostra a divisão do bolo tributário, a União fica com 60% da arrecadação, os Estados com 25% e aos municípios cabem apenas 15%. Estes e outros dados foram mostrados pelo consultor econômico-financeiro da Aprece, Irineu Carvalho, durante a coletiva de ontem. "É uma divisão desigual quando pensamos que os municípios são os principais executores das políticas públicas", destaca o consultor. A consequência disso é a grande dependência dos gestores quanto a verbas repassadas pelos governos Federal e do Estado, que tiveram diminuição por conta da crise econômica, causando um grande desequilíbrio no pacto federativo.

Segundo Irineu Carvalho, os setores mais prejudicados por essa divisão desigual dos recursos são Saúde e Educação. "Uma equipe do Programa Saúde da Família custa ao município, em média, R$ 22 mil por mês. O problema é que o repasse varia entre R$ 6,4 mil e R$ 9,6 mil, tendo o município que arcar com o restante. Por conta disso, o número de equipes é reduzido". Já com relação à Educação, em que o Ceará ocupa atualmente o 5º lugar no ranking do piores salários pagos ao magistério, o consultor pondera que a responsabilidade não pode ser creditada apenas aos municípios. "O Ceará tem também a 5ª pior receita por aluno no País, o que influi no que é pago ao professor".

KAROLINE VIANA
REPÓRTER

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

CRIAÇÃO DA ZONA INDUSTRIAL DE GUARACIABA DO NORTE

A Câmara Municipal de Guaraciaba do Norte, aprovou na sessão do dia 28 de setembro, o Projeto de Lei N° 39, do Poder Executivo, criando a Zona Industrial do município.De acordo com o Projeto de Lei, a Zona Industrial fica dividida em duas partes denominadas de Quadra 01 e 02. O terreno onde ficará situada começa logo depois das casas populares e termina no prédio da Empresa FORTEAGRO, as margens da Rodovia CE 187. Toda a área do terreno pertence ao empresário Francisco Carvalho Soares ( Chico Jorge), que vinha esperando a criação da Zona para instalar muito em breve no município uma industria de extração de sucos naturais como, maracujá, manga, goiaba, caju, laranja, acerola e outras frutas, produzidas na região. Chico Jorge é um conterrâneo que há muito vem executando Projetos Sociais em nossa cidade para atender famílias carentes, como por exemplo, a Quadra Polidesportivo Mais Sabor no bairro do Estádio.Conscientes de que com a criação da Zona Industrial de Guaraciaba do Norte, se abrirão as portas para a industrialização e para o incentivo ao plantio de frutas em alta escala no município, nossos vereadores aprovaram o Projeto de Lei que criou a mesma, numa única Sessão, por unanimidade, demonstração do bom desempenho de nossa Câmara Municipal.

FONTE: http://blogdoguaracy.blogspot.com/

Guaraciaba do Norte ganha delegacia de Polícia e escola de educação profissional

O secretário da infraestrutura do Estado, Adail Fontenele, participa nesta quinta-feira (8), às 18 horas, em Guaraciaba do Norte, na região da Ibiapaba, junto com o governador Cid Gomes, da Ordem de Serviços para a construção da Escola Estadual de Educação Profissional daquele município que também ganha na ocasião uma Delegacia Municipal de Polícia, levando melhores serviços de segurança pública à região. No mesmo dia o Governo do Estado estará também entregando o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) em Ubajara, uma escola profissionalizante em Miraíma e autorizando a construção de uma escola profissional em Tianguá.

A Escola, da Secretaria da Educação do Estado (Seduc), terá seus trabalhos de construção fiscalizados pelo Departamento de edificações e Rodovias (DER), órgão vinculado à Seinfra, devendo estar pronta dentro de 240 dias. São 4.506,45 m² de área construída, devendo contar com hall/foyer, auditório com 1023 lugares, biblioteca, bloco administrativo, laboratórios de Línguas, Informática, Química, Biologia, Física e Matemática, doze salas de aula, laboratórios especiais com duas oficinas, bloco administrativo de vivência, quadra poliesportiva, teatro de arena e estacionamento. A obra está orçada em R$ 5.957.982,67 oriundos do Tesouro do Estado e Ministério da Educação e Cultura (MEC). A construtora Forteks Engenharia e serviços será a executora.
As Escolas de Educação Profissional iniciam seu período letivo em 2010, ofertando, em período integral, os cursos do Ensino Médio e cursos técnicos profissionalizantes. Serão cerca de mil alunos atendidos. Atualmente, o Estado conta com 51 escolas de educação profissional e até o próximo ano, outras 49 unidades serão entregues.

A segurança pública daquele município e região será reforçada com a inauguração da Delegacia Municipal de Polícia. A edificação, do tipo 2, tem duas celas, depósito de material apreendido, sala de custódia, alojamento das polícias Civil e Militar, cartório, sala de audiência, sala do delegado adjunto, sala do inspetor chefe, sala do comando da PM e sala de apoio da PM. A obra, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa da Cidadania (SSPDS), custou ao Estado R$ 479.210.78. São 332,84 m² de área construída. Os trabalhos foram executados pela Linear Construções Ltda e fiscalizadas pelo DER.

Assessoria de Comunicação da Seinfra
Jose Milton/Luiz Guedes ( josemilton@seinfra.ce.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. 85 - 31013763)

Cid Gomes inaugurou na Região um CEO e uma Delegacia, além de autorizar a construção de duas escolas profissionalizantes.

Crédito: Geraldo Silva

A região que concentra mais de 323 mil habitantes em seus nove municípios recebeu nesta quinta-feira (8), investimentos do Governo do Estado que ultrapassam R$ 13 milhões. O governador Cid Gomes inaugurou, em Ubajara, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Em Guaraciaba no Norte, Cid inaugurou uma delegacia de polícia e autorizou a construção de uma escola de ensino profissionalizante. Uma escola semelhante também será instalada no município de Tianguá. “Esse esforço associado a atração de investimentos dará grandes oportunidades a milhares de jovens do Ceará” destacou Cid Gomes.

A unidade de Ubajara é a primeira a ser entregue a população, das 16 unidades que o Governo Estadual pretende inaugurar até o fim de 2010. Além de expandir a assistência a saúde bucal, o Governo soluciona demandas antigas da população que precisava se deslocar para outra região para receber atendimento. “Há a oferta de serviços de ortodontia, periodontia, prótese e cirurgias. Até diagnóstico de câncer de boca será feito na nova unidade, que também terá estrutura adequada para atendimento às pessoas com deficiências”, disse Cid Gomes ao reconhecer o esforço das prefeituras municipais que se consorciaram para manutenção do CEO regional. A estimativa é de sejam realizados até 136 atendimentos por dia.

De acordo com o secretário adjunto da saúde, Marcelo Sobreira, até o fim deste ano devem ser inaugurados os Centros de Baturité, Acaraú, Juazeiro do Norte e Russas. O titular da saúde em exercício acrescenta que já estão em licitação as unidades que serão implantadas nos municípios de Crateús, Itapipoca, Maracanaú, Quixeramobim, Limoeiro do Norte, Icó e Cascavel. “O atendimento em saúde bucal já é feito na atenção básica, mas o paciente que necessitar de atendimento especializado será referenciado ao CEO. O centro representa uma complementação do tratamento que já é feito na rede básica”, afirma Sobreira.

Para os municípios de Guaraciaba do Norte e Tianguá, o Governador autorizou a construção de escolas de ensino profissionalizante. Nas unidades haverá a oferta, em período integral, do ensino médio profissionalizante. Os cursos oferecidos podem variar para atender uma demanda específica do município ou da região. “Há município com vocação para turismo, outros para agricultura e dessa forma é definida a grade ofertada para que os alunos saiam com capacitação técnica”, acrescentou Cid. O governador disse também que sonha com os dias em que os alunos das escolas públicas possam concorrer igualmnte com os alunos das escolas particulares do estado.

“As novas 100 escolas que o Governo está instalando vão permitir nova educação a aproximadamente 50 mil alunos do Ceará”, apostou. E acrescentou: “O maior atestado de incompetência vai ser ter a oferta de emprego, através dos novos empreendimentos como Siderúrgica e Refinaria e não ter profissionais para trabalhar”. No início desta semana, o Governador autorizou a construção de escolas de ensino profissionalizante nos municípios de de Várzea Alegre, Juazeiro do Norte, Aurora, Mauriti e Pedra Branca.

Na área da segurança pública foi inaugurada a delegacia de Polícia Civil instalada no município de Guaraciaba do Norte. Esta é a segunda delegacia inaugurada, das 50 unidades que serão construídas até o fim de 2010. No próximo sábado, dia 10, será inaugurada a delegacia do município de Massapé, na Região Norte. O governador também anunciou que será implantado, até março de 2010, o Ronda do Quarteirão, no município de Tianguá, na Serra da Ibiapaba. “Nosso esforço é para oferecer serviço público decente a toda a população”, reforçou. Cid informou ainda que o Estado adquiriu 200 novas viaturas para incrementar a segurança pública no Interior do Estado.

O secretário adjunto da Segurança, Nival Freire reconheceu que nenhuma outra gestão investiu tanto em segurança pública como a gestão do governador Cid Gomes. “Até os dias de hoje, desde que assumiu o Estado, foram investidos R$ 240 milhões na segurança pública e defesa social”, enfatizou o secretário ao afirmar ainda que nos últimos quatro anos que antecederam a atual gestão o investimento no setor foi de R$ 80 milhões. Nival Freire também colocou que a entrega de novas delegacias no Interior, além de disponibilizar a polícia judiciária a população, retorna a política de interiorização do acesso aos serviços de segurança, suprindo dessa forma uma ansiedade da população.

Das 50 delegacias que serão entregues pelo governo estadual nove já aguardam inauguração: Viçosa do Ceará, Ipueiras, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Parambu, Santana do Acaraú, Massapê, Juazeiro do Norte e Guaraciaba do Norte. Em construção encontram-se as unidades de Pedra Branca, Pentecoste, Trairi, Itarema, Missão Velha, Caririaçu, Aurora, Amontada, Várzea Alegre, Milagres. Em processo de licitação: Granja, Jaguaretama, Icapuí, Cedro, Bela Cruz, Pacujá, Jaguaruana, Alto Santo, Paraipaba, Jijoca de Jericoacoara, Varjota, Assaré, Solonópole, Coreaú, Novo Oriente e Aracoiaba. As delegacias que aguardam licitação são: Pindoretama, Chorozinho, Orós, Araripe, Independência e Banabuiú, além de Penaforte, Jardim, Farias Brito, Jucás, Iracema, Saboeiro, Uruoca, Chaval e Ipaumirim.

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado:

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 3101.6247)

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Guaraciaba do Norte ganha delegacia de polícia

O município de Guaraciaba do Norte, na Serra da Ibiapaba, distante 320 km de Fortaleza, ganha nesta quinta-feira (8) a Delegacia de Polícia totalmente equipada. Para comandar essa nova unidade da Polícia Civil foi nomeada a delegada Ana Cristina Lima e Silva. A inauguração será às 18 horas, com a presença do governador Cid Gomes e também do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Monteiro.

Para a construção da nova unidade policial foram investidos RS 599 mil. A delegacia de Guaraciaba do Norte garantirá melhor atendimento à população localizada na Serra da Ibiapaba. O novo equipamento segue os padrões físico e visual instituídos pelo Governo do Estado, com linhas modernas e confortáveis, ofertando melhores condições de trabalho e de atendimento aos que necessitam de auxílio da Polícia Judiciária. Até o final do ano, também na Região da Ibiapaba, será entregue à população a delegacia de Viçosa do Ceará.

A sede da delegacia de Guaraciaba do Norte faz parte da meta traçada pelo Governo Estadual, no sentido de construir 50 delegacias até o ano de 2010. As edificações contam, cada uma, com os seguintes compartimentos: recepção ampla e refrigerada; gabinetes do delegado titular, adjunto, inspetor geral, comando da Polícia Militar e apoio da PM; depósito para armas das Polícias Civil e Militar; salas de reconhecimento, inspetoria e investigação; alojamento para os policiais; banheiro exclusivo para deficiente físico mais os reservados para sexos masculino e feminino; salas de análise criminal e também de informação, com estações de rádio fixo e móvel, além de copa e amplo estacionamento. Cada delegacia conta, ainda, com duas viaturas totalmente equipadas.

Já se encontram prontas e em breve serão inauguradas as delegacias de Santana do Acaraú e Massapé. Outras 12 edificações se encontram em obras, algumas já em fase de acabamento. São os casos de Ipueiras, Lavras da Mangabeira, Trairi, Pentecoste, Pedra Branca, Itarema, Caririaçu, Missão Velha, Amontada, Várzea Alegre e Milagres, além da unidade de Viçosa do Ceará. O município de Aurora terá o processo licitatório realizado no dia 19 de outubro, já a delegacia de Granja aguarda a análise do terreno para início das obras.

Vale ressaltar que, fora os 18 municípios citados, outros 15 já contam com processos licitatórios em andamento para construção de equipamentos semelhantes. Dessa vez, as cidades beneficiadas serão Aracoiaba, Bela Cruz, Jijoca, Paraipaba, Jaguaruana, Icapuí, Jaguaretama, Alto Santo, Solonópole, Novo Oriente, Assaré, Cedro, Varjota, Pacujá e Coreaú. A programação prevê, ainda para 2009, o início das edificações de mais cinco unidades da Polícia Civil no interior. No momento, estão sendo estudadas as propostas para construções de delegacias em Chorozinho, Pindoretama, Indepedência, Banabuiú, Orós e Araripe.

Assessoria de Imprensa da SSPDS:

Angélica Martins (ascom@sspds.ce.gov.br/ 3101.6517)

História Política de Guaraciaba do Norte


Bandeira de Guaraciaba do Norte Ceará - CE

Histórico

Guaraciaba do Norte teve durante sua vida política e administrativa, várias denominações, todas aliadas, ligadas à sua formação. O seu mais antigo nome de Rua Nova, originou-se da formação da principal via, de casas de beira e bica, que surgiu no promissor arraial do cimo da Serra de Ibiapaba. Isto mais ou menos nos meados do século XVIII, quando se povoaram as terras férteis que demoravam no alto da Serra da Ibiapada e que se prestavam, admiravelmente, ao cultivo de café e de cana de açúcar.

No decorrer dos anos, o povo reclamou a criação do município, conseguindo a tão desejada emancipação política a 12 de maio de 1791. Na mesma data e pelo mesmo alvará, a povoação foi elevada à categoria de Vila com o nome de "Vila Nova El Rei", extinta várias vezes e definitivamente restaurada, já com o nome de Campo Grande, aos 9 de janeiro de 1883, e o município com o mesmo topônimo, conforme a lei nº 1.798 de 10 de janeiro de 1879, desmembrando-o definitivamente do município de Ipu.

A freguesia, sob a invocação de Nossa Senhora dos Prazeres, foi criada aos 25 de outubro de 1886 por Dr. Joaquim José Vieira, Bispo do Ceará.

Gentílico: guaraciabense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Vila Nova Del Rei, por alvará de 12-05-1791. Sede no núcleo de Campo Grande. Instalado, com carta 27-09-1796. Pela lei provincial nº 200, de 26-08-1840, a vila foi extinta. Sob a mesma lei transfere a sede da Vila Campo Grande para o núcleo de Ipu Grande. Elevado à categoria de vila novamente com a denominação de Campo Grande, pela lei provincial nº 230, de 12-01-1841. Pela lei nº 261, de 03-12-1842, é extinta novamente a Vila, sendo seu território anexado ao município de Ipu. Distrito criado com a denominação de Campo Grande, por ato de 18-03-1842, e por lei provincial nº 2125, de 25-10-1886. Elevado novamente à categoria de vila com a denominação de Campo Grande, pelo nº 1798, de 10-01-1879, desmembrado de Ipu. Sede no núcleo de Campo Grande. Instalado em 09-01-1883. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Campo Grande e Santa Cruz. Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-09-1920, o município aparece constituído do distrito sede. Não figurando o distrito de Santa Cruz. Pela lei estadual nº 2677, de 02-08-1929, são criados os distritos de Croatá e Várzea do Espinho e anexados ao município de Campo Grande. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Campo Grande, Croatá e Várzea do Espinho.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-12-1936 e 31-12-1937.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Várzea do Espinho passou a denominar-se simplesmente Espinho.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Campo Grande, Croatá e Espinho ex-Várzea do Espinho.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, retificado em virtude do parecer de 14-06-1946. Do Conselho Nacional de Geografia, o município de Campo Grande passou a denominar-se Inhussu.

Em divisão territorial datada de 1-07-1950, o município já denominado Inhussu é constituído de 3 distritos: Inhussu, Croatá e Espinho.

Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, o município de Inhussu passou a denominar-se Guaraciaba no Norte. Sob mesmo decreto é criado o distrito de Sussuanha e anexado ao município de Guaraciaba do Norte.

Em divisão territorial datada de 1-07-1955, o município é constituído de 4 distritos: Guaraciaba do Norte, Croatá, Espinho e Sussuanha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-07-1960.

Pela lei estadual nº 6750, de 18-09-1963, desmembra do município de Guaraciaba do Norte o

distrito de Croatá. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual nº 6517, de 05-09-1963, é criado o distrito de Morrinhos Novos e anexado ao município de Guaraciaba do Norte. Pela lei estadual nº 6520, de 05-09-1963, é criado o distrito de Barro do Sotero e anexado ao município de Guaraciaba do Norte. Pela lei estadual nº 6968, de 19-12-1963, desmembra do município de Guaraciaba do Norte o distrito de Espinho. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 4 distritos: Guaraciaba do Norte, Barra do Sotero, Morrinhos Novos e Sussuanha. Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de Guaraciaba do Norte adquiriu os extintos municípios de Croatá e Espinhos. Em divisão territorial datada de 31-12-1968, o município é constituído de 6 distritos:

Guaraciaba do Norte, Barro do Sotero, Croatá, Espinho, Morrinhos Novos e Sussuanha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-1-1979.

Pela lei estadual nº 11430, de 28-04-1988, desmembra do município de Guaraciaba do Norte os distritos de Croatá e Barro do Sotero. Para formar o novo município de Croatá.

Pela lei municipal nº 531, de 03-06-1992, são criados os distritos de Mocambo e Martinslândia e anexado ao município de Guaraciaba do Norte. Sob o mesmo decreto o distrito de Espinho passou a denominar-se Várzea dos Espinho.

Em divisão territorial datada de 1-06-1995, o município é constituído de 6 distritos: Guaraciaba do Norte, Várzea dos Espinhos, Martinslândia, Morrinhos Novos, Mocambo e Sussuanha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais

Campo Grande para Inhussu alterado, pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, retificado em

virtude do parecer de 14-06-1946, do Conselho Nacional de Geografia.

Inhussu para Guaraciaba do Norte alterado, pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951.

História Religiosa:

A primitiva capela de Nossa Senhora dos Prazeres foi construída em 1760. Em 1799, foi substituída por outra mais ampla. A paróquia de Campo Grande, como era conhecida, foi criada pela Lei provincial n°2125 de 25 de outrubro de 1886, desmembrada do Ipu. Foi instalada, canonicamente, em 18 de junho de 1888 por Dom Joaquim José Vieira.

O prédio da igreja é o mesmo de quando foi criado a Paróquia. Em 1932 passou por sensíveis reformas, especialmente na parte interior.

Origem Toponímica:

Guaraciaba palavra indígina que não guarda qualquer relação com o local, significando, segundo Teodoro Sampaio, os cabelos ou raios de sol, o cabelo louro. Equivale, segundo o mesmo indianólogo, ao nome de mulher LAURA e é alteração de GUARACY ( o sol) + ABA ( cabelos).

Fonte: IBGE